Temporada 2020: O desempenho de Ricciardo até aqui e o que ainda podemos esperar do australiano



(Foto: Renault F1 Team)


Chegamos à metade do calendário da F1. Mesmo iniciando tardiamente, por conta da pandemia do novo Coronavírus, a modalidade deu um jeito e conseguiu encaixar 17 datas na temporada 2020, trazendo de volta pistas que já figuraram na categoria e outras completamente novas para os pilotos, garantindo um dos anos com os resultados mais imprevisíveis até então.


Nove corridas foram realizadas e o desempenho de Daniel Ricciardo, gradativamente, foi sendo aprimorado. Neste ano, Daniel está a dois pontos de ultrapassar o desempenho apresentado em 2019.


Relembre os resultados conquistados pelo australiano até aqui, na última temporada como piloto da Renault:


Áustria: DNF Styria: P8

Hungria: P8

Silverstone: P4

70 anos: P14

Espanha: P11

Bélgica: P4

Monza: P6

Mugello: P4


A F1 ainda irá passar pela Rússia, Alemanha, Portugal, Itália (novamente), Turquia, Bahrain (duas vezes) e Abu Dhabi.


Para entendermos e aprofundarmos nos resultados de Daniel e o que o australiano ainda pode apresentar, a equipe do Ricciardo Brazil convidou o comentarista Rafael Lopes, do Grupo Globo, para uma análise.


Qual sua análise do desempenho apresentado pelo Daniel Ricciardo até o momento? Estamos na metade da temporada e ele passou várias situações até aqui. DNF na primeira corrida, uma rodada em Barcelona após perder a traseira do carro, um P4 em SPA, um desempenho sólido em Monza e mais um quarto lugar em Mugello. Qual o balanço até aqui?


- Confesso que, por ser o último ano dele na Renault, não esperava tanto. Mas o carro deste ano é, claramente, o melhor da equipe nos últimos anos e ele tem mostrado um grande desempenho até agora. Acho que o balanço é positivo e prepara o Ricciardo pra uma boa chegada à McLaren no ano que vem.


(Foto: Renault F1 Team)


Até qual ponto as limitações do carro desenvolvido pela Renault influência nos resultados? Você acha que com o RS20, não tem como tirar mais do que o apresentado na Bélgica, por exemplo?


- Sim, na Fórmula 1 atual, o limite é o carro. Não tem muito como andar mais do que ele. E ele está extraindo todo o possível desse carro da Renault. Acho que em uma corrida mais circunstancial, pode até rolar o pódio. Quase aconteceu em Mugello. Mas vejo cada vez mais Ricciardo e a Renault entre os primeiros neste ano, na briga pela terceira força do ano.


O que podemos esperar ainda nessa outra metade do calendário? Temos Rússia, Portugal, Turquia ainda por vir. Dá para fazer alguma previsão ou aposta sobre os resultados do Ricciardo?


- Acho que o grande objetivo dele é ajudar a Renault na briga pelo terceiro lugar no Mundial de Construtores - e um dos adversários é a McLaren, que ironia. O carro evoluiu bastante, o motor também. Acho que ele tem tudo pra ter a melhor de suas últimas temporadas na Fórmula 1.






416 visualizações0 comentário

© 2020 por Equipe Ricciardo Brazil.    |