SPA: Lewis Hamilton de ponta a ponta e algumas surpresas no grid

Atualizado: Jan 3

*Mary Alencastro

(Foto: Mecerdes Team)


SPA, uma das queridinhas do calendário da Fórmula 1 teve seu desempenho, em relação a emoção, mediana, mas com boas surpresas no grid.


Considerada a imagem da corrida, levamos um susto com o acidente de Giovanazzi, que acabou afetando e causando o mesmo com Russell. O piloto da AlfaRomeo rodou sozinho na pista e uma das rodas do carro acabou se desprendendo e no reflexo, o representante da Williams tentou se desviar do artefato e acabou colidindo com a mureta de proteção, mas ainda bem que os dois saíram ilesos!


O ocorrido trouxe o safety cara para pista e também a bandeira amarela, fazendo com que a maioria das equipes puxassem seus pilotos para o pit stop e trocarem os compostos dos pneus para os duros na estratégia de não parar mais ao longo da corrida.


As surpresas começaram por Pierre Gasly, em sua Alpha Tauri, que largou na 12ª colocação e com uma boa estratégia de pneus, sem ir para o pit durante a bandeira amarela, além de uma corrida consistente, alcançou um ótimo P8. O francês ainda venceu a votação de piloto do dia. Já seu companheiro de equipe, Kvyat, chegou perto da zona de pontuação, finalizou em 11º.

(Foto: Renault F1 Team)


Ótimo fim de semana para Renault! A escuderia comandada por Cyril Abiteboul apresentou um bom ritmo desde sexta-feira e no domingo, conquistou o quarto a quinto lugar respectivamente com Ricciardo e Ocon. O resultado em SPA foi o melhor da equipe desde Monza no ano passado - onde ficaram exatamente nas mesmas posições. O australiano ainda conseguiu marcar a volta mais rápida da corrida e ficou a 3.4s do pódio.


No entanto, não só de coisas boas vivemos! A Ferrari mais uma vez não teve um bom fim de semana finalizando o GP, com Vettel e Leclerc, em 13º e 14º. A RedBull, com uma corrida discreta, também levou para casa bons resultados com o terceiro lugar de Max Verstappen e sexto de Alex Albon - após uma boa disputa com a Renault de Esteban Ocon.

Mantendo a tradição, a Mercedes conseguiu mais uma dobradinha com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas no P1 e P2. A McLaren vem passando por um momento de instabilidade e não tem conseguido grandes feitos. Lando Norris terminou em sétimo e Carlos Sainz nem largou por conta de um problema na unidade de potência.


No mais, que venha Monza!