Sem arrependimentos, apenas memórias

*PEÇA PUBLICADA ORIGINALMENTE NO SITE DA MCLAREN

(Lando Norris e Daniel Ricciardo encerram o primeiro ano juntos como companheiros de equipe da McLaren)


2021. Isso é tudo! Mas não podíamos ir sem algumas considerações finais dos pilotos de F1 da McLaren, Lando Norris e Daniel Ricciardo. Em sua última entrevista com o McLaren.com em 21, a dupla reflete sobre os altos e baixos, o gosto musical de Lando em evolução e muito mais.


+ Mais notícias sobre Daniel Ricciardo


Então, Lando, Daniel, chegamos ao final da temporada de Fórmula 1 de 2021. Se você fosse se dar uma nota em 10, qual seria e por quê?


Daniel Ricciardo: Um, dois, três, quatro...


McLaren.com: Subindo constantemente aqui.


DR: Quatro e meio, cinco... seis. Seis? Seis.


MCL: Algum avanço no seis?


DR: Não, vou com seis.


MCL: E a razão para seis?


DR: Bem, é tudo uma questão de resultados, não é? Ganhar o Grande Prêmio da Itália definitivamente me elevou para seis, mas não diria que houve muitos resultados incríveis este ano. Isso não foi por falta de tentativa ou esforço, no entanto. Então, sim, vamos estabelecer seis.


MCL: OK, seis então. E o que você está pensando, Lando?


Lando Norris: Eu me daria um forte 8.8.


DR: Oh, estamos fazendo isso no decimal?


MCL: Isso é muito preciso. Muito F1.


LN: Oito é um pouco baixo, mas nove é um pouco como, ‘Calma’. Então, sim, 8,8. O motivo dessa pontuação? Eu diria que foi minha temporada mais forte na F1.


DR: Eu revelo o que há de melhor nas pessoas. [Sorrindo de orelha a orelha.]


LN: Er, sim ... Eu aceitei o desafio. Terminei no pódio quatro vezes. Eu deixei Daniel ganhar uma corrida. [Risos] E consegui minha primeira pole position na F1. Mas cometi alguns erros ao longo do caminho, então 8.8.


MCL: OK, então há um pouco de espaço para melhorias no próximo ano.

(Lando chegou a terceira temporada com a equipe paia/McLaren F1)


Vocês dois acabaram de tocar em alguns de seus pontos altos este ano. Qual você diria que é o momento de maior orgulho de 2021?


DR: Você vai primeiro, Lando. Deve estar bebendo do meu sapato, certo?


LN: Não fiquei orgulhoso disso. Eu estava orgulhoso de você, no entanto.


DR: Obrigado.


LN: Eu diria que meu momento de maior orgulho neste ano foi a pole position na Rússia, minha primeira pole na F1. Há algo ótimo no fato de que, quando você se classifica na pole, naquele dia da história, você é o cara mais rápido lá fora. Isso é muito legal. Enganchei tudo em condições difíceis: slicks em uma pista de secagem. De certa forma, você poderia dizer que é o tipo de pole position da qual você pode se orgulhar ainda mais por causa das condições da pista. Daniel teve um monte de poles...


DR: Não. Eu tive três.


LN: Você só teve três?


DR: Sim, não tenho muitos. Eu acho que são três. Sim, três.


DR: Quanto ao meu momento de maior orgulho neste ano... isso é difícil. Mesmo se eu quisesse dizer algo diferente de Monza, como Austin, que foi um fim de semana muito divertido e eu fiquei entre os cinco primeiros na corrida, simplesmente não posso. Eu tenho que ir com Monza. Mas não é só porque ganhei a corrida. É mais o fato de que tenho certeza de que 99% das pessoas não me colocariam para vencer uma corrida este ano, então é por isso que estou mais orgulhoso daquele momento: encontrei uma maneira de superar alguns dos pontos baixos e aproveitar ao máximo a oportunidade quando ela veio.

(A McLaren foi a única equipe a conseguir uma dobradinha 1-2 em 2021/McLaren F1)


Então, esses são os seus momentos de maior orgulho, mas e quanto aos seus maiores arrependimentos deste ano?


LN: Maior arrependimento? Essa é difícil. Eu não estou arrependido. Gosto de manter uma atitude positiva em relação a tudo. Mesmo quando as coisas não vão bem ou como você esperava, sempre há pontos positivos que você pode pegar e coisas que você pode aprender que o tornam mais forte.


DR: Para mim, alguns dos dias ruins deste ano não foram por falta de tentativa, então de certa forma, eu também não me arrependo de nada. Eu não sinto que poderia ter tentado mais. Se eu sentisse que não tinha dado tudo de mim, talvez eu tivesse alguns arrependimentos, mas não tenho. Então, sim, sem arrependimentos, apenas memórias - essas palavras foram minha primeira tatuagem, na verdade.


Algum de vocês realmente achou que estaria em posição de ganhar uma corrida nesta temporada?


DR: Não depois dos primeiros seis meses. Não. Eu digo isso, mas também estou neste esporte há muito tempo e sei que coisas podem acontecer e que podem mudar muito rapidamente. Portanto, embora não esperasse uma vitória, também não teria assinado um documento dizendo: ‘Não, não há como ganhar uma corrida este ano’, porque nunca se sabe.


LN: Achei que estaria em posição de ganhar uma corrida este ano? Honestamente, não. Eu acreditei que havia uma chance? sim. Você nunca sabe, você sabe...


MCL: Mas quando você sabe, sabe, não?


LN: Exatamente. [Risos]


Falando em saber de coisas, o que vocês aprenderam uns sobre os outros no primeiro ano como companheiros de equipe?


LN: Acho que não aprendi muito mais sobre Daniel, na verdade. Acho que o conhecia razoavelmente bem antes de entrar para a equipe. Mas eu diria que aprendemos uns com os outros e ajudamos um ao outro este ano.


DR: Ainda estou tentando ajudar Lando em outras partes da vida. Estou tentando ensiná-lo...quando se trata de música.


LN: Isso é verdade.


DR: Ele está aprendendo muito rápido, então... isso é o que acontece quando você fica perto de mim, você vai a lugares.


LN: Você nem sempre vai aos lugares corretos, mas vai aos lugares.


DR: Sim! [Risos]


MCL: Então, de que tipo de música estamos falando aqui?


LN: Bangers! Bangers absolutos.


DR: Veja, agora é aqui que ainda temos algum trabalho a fazer. A terminologia está chegando lá, mas...


LN: Você sabe, um pouco de ficção científica.


DR: Ficção científica?! [Risos]. Como você pode ver, Lando ainda está misturando os gêneros cinematográficos e musicais.


LN: Às vezes eu ouço thrillers.


DR: [Uiva de tanto rir.] Pare com isso!

(Lando Norris e Daniel Ricciardo levaram a McLaren ao quarto lugar no campeonato de construtores/McLaren F1)


OK, última pergunta. 2022. Qual é a primeira coisa que vem à sua cabeça?


DR: Dane-se covid! Essa é a primeira coisa que me veio à cabeça. [Risos]


LN: 2022? A primeira coisa que me vem à cabeça ...


DR: Excitação.


LN: Novos desafios.


DR: Arrepios.


LN: Pódios?


DR: Eu acho que os novos carros são muito empolgantes para a F1 porque eles deveriam misturar um pouco as coisas. Quer dizer, este ano as coisas foram bastante confusas às vezes: vimos alguns vencedores diferentes e muitas equipes no pódio. Acho que o próximo ano abre a porta para mais disso. A principal coisa que todos nós queremos no próximo ano é uma corrida mais próxima - seguir um carro na frente com mais facilidade e ter mais batalhas.


LN: Sim, exatamente isso: fazer um show realmente bom para os fãs. 2022 vai ser um bom ano.

 

Siga o Ricciardo Brazil nas redes sociais: Twitter e Instagram

120 visualizações0 comentário