Ricciardo analisa obstáculos na Espanha: "Quanto mais perto você chega, mais você machuca os pneus"

Atualizado: Jan 3

Piloto da Renault ficou a uma posição da zona de pontuação; australiano ainda comentou sobre a estratégia optada - apenas uma parada

(Foto: Renault Team F1/Reprodução)


Mesmo sendo uma das pistas utilizadas para os testes de inverno, dando aos pilotos um conhecimento maior do que em relação às outras corridas, o circuito da Catalunha segue como um dos mais difíceis para ultrapassar. Por conta disso, Daniel Ricciardo explicou que assim como era difícil superar os adversários, também era complicado administrar os pneus.

+ Em um fim de semana abaixo do esperado, Ricciardo chega em 11º lugar e não pontua no GP da Espanha


Na reta final do GP, Ricciardo chegou a tirar os cinco segundos de diferença para o décimo colocado, na ocasião, o inglês Lando Norris, da McLaren. No entanto, além do trânsito naquela altura da corrida, a ultrapassagem se tornava cada vez mais arriscada levando em consideração a vida útil dos pneus com a temperatura da pista tão elevado como estava - macios já no segundo stint.


- Eles precisam cometer um erro para eu passar, mesmo que eles tenham alguns décimos a mais em cada volta, ultrapassar é muito complicado aqui. Quanto mais perto você chega, mais você machuca os pneus. Obviamente eu tentei ao máximo até o fim, otimista de que alguma coisa poderia acontecer, mas no fundo eu sabia que, a menos que eles cometessem um erro, provavelmente eu ficaria onde estava - analisou.


Sobre o circuito, Daniel lembrou que a pista é muito conhecida pelos pilotos, já que os testes de inverno, antes do início da temporada, passam por Barcelona. Porém, a sensação é de frustração por não conseguir fazer muito e terminar a corrida tão perto do objetivo.

(Daniel Ricciardo fala sobre dificuldades no circuito de Barcelona / Foto: Reprodução)


- Eu acho que todo mundo conhece essa pista tão bem e é difícil de ultrapassar, quando você está na zona de DRS é complicado. Nós tentamos, fizemos, trabalhamos, chegamos perto. É desapontador quando você chega perto, mas não perto o suficiente - comentou.


Por fim, o piloto da Renault observou que estava andando em um ritmo parecido com de Sebastian Vettel, da Ferrari, que também apostou na mesma tática que o australiano, a utilização de compostos médios no primeiro stint para, posteriormente, trocar pelo set de macios, fazendo apenas uma parada nos boxes.


- É, nós estávamos atrás do Vettel e nós dois estávamos fazendo tempos parecidos nos médios. Ele parou algumas voltas antes e por ali, parece que a gente se perdeu - finalizou.


Com o resultado, Daniel Ricciardo caiu uma posição no campeonato de pilotos e atualmente ocupa o décimo lugar com 20 pontos, atrás do espanhol Carlos Sainz que tem três pontos a mais.

13 visualizações0 comentário

© 2020 por Equipe Ricciardo Brazil.    |