GP de Barcelona conta com domínio de Lewis Hamilton e do forte calor

Atualizado: Jan 3

Corrida do fim de semana teve Mercedes e RedBull, novamente, no pódio; pista chegou a marcar 50º ao longo do domingo




(Foto: F1 Media/Reprodução)


O GP da Espanha, em Barcelona, foi um pouco diferente do normal, mas ao mesmo tempo foi típico: com difíceis chances de ultrapassagens e domínio de um carro na corrida.


+ Ricciardo analisa obstáculos na Espanha: "Quanto mais perto você chega, mais você machuca os pneus"


Com amplo domínio do hexacampeão, Lewis Hamilton, após conseguir a pole, ele cravou o primeiro lugar no pódio - de ponta a ponta - seguido por Max Verstappen, da Redbull, que ganhou uma posição em relação ao grid de largada, terminando a corrida em segundo lugar.


Esse ganho de posição do holândes contou com a ajuda da largada ruim feita pelo finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, que no fim da corrida, ainda conseguiu cravar a volta mais rápida da corrida, batendo o recorde que anteriormente era de Daniel Ricciardo.


Seguindo o segundo piloto da Mercedes de perto, Lance Stroll conseguiu o quarto lugar no GP voltando a apresentar um bom desempenho na Racing Point. Seu companheiro Sérgio Perez, depois de retornar do isolamento obrigatório por ter sido infectado pela Covid-19, permaneceu em P5 devido a uma punição de cinco segundos por ter ignorado a bandeira azul.



(Foto: Scuderia Ferrari/Reprodução)


Já na Ferrari, Sebastian Vettel foi o único da equipe a terminar a corrida, conseguindo o sétimo lugar, tendo seu companheiro Charles Leclerc abandonado o circuito por problemas técnicos.


Carlos Sainz, futuro substituo de Vettel na Ferrari, terminou a corrida em sexto lugar, tendo um bom resultados após alguns desempenhos ruins da McLaren. Já Lando Norris, finalizou na última colocação da área de pontuação depois de boas disputas com o piloto da AlphaTauri, Pierre Gasly.


Acompanhando Norris, Daniel Ricciardo encerrou a corrida em 11º, utilizando a estratégia de uma parada apenas durante a corrida, trazendo mais um resultado negativo da Renault.


Mesmo com uma corrida em Barcelona fora da época usual, ela se deu de forma semelhante à de sempre, com dificuldades de ultrapassagem e com altas temperaturas na pista. Agora, a Fórmula 1 só retorna no fim de semana do dia 30, para o GP de SPA, na Bélgica.