GP da Bélgica: Daniel Ricciardo crava a volta mais rápida e fica a 3.4s do pódio

Atualizado: Jan 3

Australiano da Renault largou em P4 e impôs um grande ritmo na corrida; George Russell e Giovanizzi se envolveram em um acidente logo no começo



(Foto: Renault F1 Team)


Fim de semana especial para Daniel Ricciardo! O australiano ficou a

3.4s do pódio e ainda conseguiu fazer a melhor volta da pista. O piloto da Renault largou em P4 e provou que o carro da escuderia amarela e preta tem um desempenho acima da média em pistas de alta, onde exige mais do motor do que da parte aerodinâmica.


A CORRIDA


Logo na largada, Daniel e Max travaram uma bela disputa pela terceira posição. O australiano ficou bem perto de assumir o lugar de Verstappen, mas o holandês conseguiu manter o P3.


Na volta de número 10, Antonie Giovinazzi rodou na pista sozinho e acertou a mureta de proteção, o pneu do piloto da AlfaRomeo saiu e acertou os compostos de George Russell, que no reflexo, jogou o carro para fora da pista e também bateu.


Com a bandeira amarela e o safety car na pista, as equipes pararam para trocar os pneus. Daniel Ricciardo que havia largado de macios, trocou pelo composto duro, utilizando a estratégia de não parar até o fim da corrida. Por conta da paralisação, Daniel perdeu posição para Pérez e Gasly que não optaram por parar.

Na relargada, o australiano ocupava a sexta posição, mas sem grande esforço, pulou para P5 ao ultrapassar o mexicano da Racing Point, Sérgio Perez e logo em seguida, a AlphaTauri de Pierre Gasly, retornando ao P4.


Já no fim da corrida, Daniel Ricciardo conseguiu tirar 14s de diferença para Max Verstappen e finalizou a corrida apenas 3.4s do ex-companheiro de equipe. O australino ainda conseguiu cravar a melhor volta do domingo.


Lewis Hamilton e Valtteri Bottas ocuparam as duas primeiras posições. Esteban Ocon, parceiro de escuderia de Daniel, finalizou a corrida em P5.