Daniel Ricciardo define Q1 como ''caótico'' e mantém otimismo em relação à corrida

Atualizado: Jan 3

Australiano falou em expectativas reajustadas ao perceber a realidade da sessão classificatória, mas não descartou chances de reagir neste domingo



(Foto: Renault F1 Team/Media)


Um mix de sentimentos preencheram Daniel Ricciardo durante a sessão do treino classificatório para o GP de Monza, que acontece neste domingo, às 10h (Brasília). Com a expectativa de manter o nível dos treinos livres de sexta, o piloto da Renault viu um Q1 abarrotado e as expectativas para o qualifying reajustadas. Porém, a realidade deste sábado não é o que o australiano pretende entregar à equipe após a corrida.


Muito característico de Monza, a primeira parte do treino contou com diversos momentos de engarrafamento entre os carros que buscavam a melhor forma de aproveitar o vácuo. Por isso, próximo ao fim da primeira parte, diversos pilotos não conseguiram melhorar o tempo em relação à primeira tentativa - como no caso de Sebastian Vettel, o representante da Ferrari não conseguiu sair do P17 e não avançou ao Q2.


- É, eu acho que vindo para essa sessão hoje, a gente queria e esperava um pouco mais. Quando o Q1 começou, a gente reajustou as nossas expectativas. A gente perdeu um décimo e todo mundo achou um décimo, então seria complicado. E até mesmo o Q2 foi apertado, naquela última volta eu saí, eu achei que tinha acabado para mim, mas a primeira volta segurou. A volta no Q3 foi decente, eu acho que para os problemas que tivemos na sessão, foi uma volta decente. É, um pouco caótica, a sessão, o Q1, foi doido - analisou Ricciardo.

A meio décimo de diferença do quarto colocado, o mexicano Sérgio Perez da Racing Point, Daniel Ricciardo acredita que a Renault terá motivos para comemorar no domingo - o

australiano crê que poderá manter um bom ritmo na corrida mesmo largando em P7.


O piloto presume que será um GP definido na administração de pneus, assim como aconteceu em SPA e descartou acontecimentos emocionantes como os acontecidos em Silverstone. Para o circuito italiano, a Pirelli disponibilizou os compostos C2, C3 e C4, uma gama mais macia.


- Nós conseguimos meio que no fim. Eu olho para as gaps e eu não tenho certeza se a equipe vai estar pulando de felicidade depois do qualifying, mas eu estou confiante que posso dar um pouco mais para eles celebrarem amanhã - concluiu.

12 visualizações0 comentário

© 2020 por Equipe Ricciardo Brazil.    |