Daniel Ricciardo comemora reencontro com talentos antigos no GP da França: "Eu nunca fui embora"

Ricciardo tem vivido uma montanha russa nesta temporada, vindo de uma descida, o australiano alcançou o pico mais alto do percurso neste domingo

(Daniel Ricciardo no GP da França/McLaren F1)


O fim de semana em Paul Ricard, na França, foi surpreendente. Não apenas para os que estão no topo do campeonato, mas também, para as equipes e pilotos que estão na briga no pelotão do meio e Daniel Ricciardo fez parte de toda essa movimentação ocorrida em apenas um domingo.


+ Mais notícias sobre Daniel Ricciardo


No meio dessa montanha russa que o australiano está vivendo com a McLaren, Ricciardo conseguiu um fim de semana que, talvez, possa ser considerado o melhor com a equipe papaia. Treinos livres "decentes" na sexta-feira, um sábado com o carro no "top 10" e um domingo "desafiador". Essa foi a combinação perfeita para o piloto de número 3 conseguir estar entre os dez melhores colocados no campeonato de pilotos.


Ricciardo teve um início de corrida agressivo, ultrapassando o companheiro de equipe Lando Norris e o rival direto, Fernando Alonso, piloto da Alpine. O espanhol deu um pouco mais de trabalho e Daniel teve que tirar algumas cartas da manga para conseguir ultrapassá-lo, mas, o feito foi suficiente para conseguir o oitavo lugar.

Ao longo da corrida, outras ultrapassagens e batalhas aconteceram, como a travada com o monegasco Charles Leclerc e apesar de ter que se defender das investidas de Pierre Gasly, o australiano conseguiu segurar o sexto lugar, terminando atrás de Verstappen, Hamilton, Pérez, Bottas e Norris.




Após a corrida, Ricciardo ouviu várias vezes que o "velho Daniel" estava de volta, mas, na entrevista para a Fórmula 1, o piloto reiterou que sempre esteve ali, apenas estava adormecido.


— Eu nunca fui embora, só fui para o lado por um tempo. Foi divertido, sabe? Certamente alguns talentos antigos voltando, um pouco de corrida, um pouco de falar alguns insultos no rádio, cotovelos para fora — comentou.


Pela nomenclatura, sexto lugar talvez pareça pouco, mas os oito pontos foram suficientes para superar Sebastian Vettel e chegar ao nono lugar no campeonato de pilotos, além de ajudar a McLaren a retornar para a terceira colocação no campeonato de construtores.

Siga o Daniel Ricciardo Brazil nas redes sociais: Twitter e Instagram