Com perda de pressão hidráulica, Ricciardo deixa o treino mais cedo com o segundo melhor tempo

Atualizado: Jan 3

Piloto australiano da Renault viu o carro sair da sétima marcha para o neutro; mesmo com a parada por precaução, Daniel conseguiu cravar a segunda posição ficando atrás de Max Verstappen por apenas 0.048


(Foto: Renault F1 Team)


Mistura de sentimentos para Daniel Ricciardo nesta sexta-feira. O piloto da Renault conseguiu cravar o segundo melhor tempo no segundo treino livre, após o nono lugar no TL1, mas há menos de 20 minutos para o fim da sessão, viu seu carro perder potência por conta de uma perda na pressão hidráulica e a equipe instrui-lo a parar o carro, encerrando mais cedo.


Usando pneus macios, Ricciardo conseguiu alcançar o tempo de 1m43s792 e chegou, por poucos segundos, a figurar na primeira posição. No entanto, o holandês da RedBull, Max Verstappen conseguiu ser 0.048 centésimos mais rápido e assumiu a colocação jogando Ricciardo para P2.

Com o melhor tempo no terceiro setor, Daniel acompanhava os outros pilotos na simulação de corrida, quando viu a marcha do carro cair da sétima, para neutra. Rapidamente, a equipe o acionou pelo rádio pedindo para que parasse o carro.


Restando apenas 20 minutos, o treino para o australiano havia encerrado. A escuderia informou, pelas redes sociais, que o carro de Daniel Ricciardo sofreu uma perda de pressão hidráulica. No entanto, mesmo com a ausência na parte final da sessão, o piloto conseguiu manter a segunda colocação.


22 visualizações0 comentário

© 2020 por Equipe Ricciardo Brazil.    |