Daniel Ricciardo revela design escolhido para tatuagem de Cyril Abiteboul

Australiano contou que aposta ainda não foi paga porque ele quer estar presente ao lado do ex-chefe de equipe pessoalmente

(Daniel Ricciardo em Portugal/McLaren F1)


Uma parte do mistério foi resolvido! Daniel Ricciardo, em entrevista à RaceFans.net revelou qual será a tatuagem que o ex-chefe de equipe da Renault, Cyril Abiteboul, irá fazer para pagar a aposta feita no último ano. O australiano ainda contou o porquê deste momento não ter acontecido até hoje.

+ Mais notícias sobre Daniel Ricciardo


Apostando uma tatuagem "em troca" de um pódio de Ricciardo, Abiteboul se viu em ar puros após piloto conquistar o terceiro lugar no Grande Prêmio de Eiffel, em outubro de 2020. Desde então, especulava-se muito à respeito do design que seria transferido à pele do ex-líder francês. No acordo, Daniel ficou responsável por definir qual desenho será eternizado na pele de Abiteboul e pouco mais de seis meses após o pódio, o atual contratado da McLaren revelou a ilustração optada.


— No final das contas, o que eu quero fazer é fazer uma tatuagem muito parecida com a tradicional, como um par de mãos apertando. Isso representa o acordo que fizemos. É apenas uma tatuagem tradicional e legal. E a minha visão é ter a cabeça de um texugo de mel, espiando por cima das mãos. Então, apenas ter certeza de que o negócio foi fechado. — Explicou Daniel.


A demora para o pagamento da aposta também tem uma explicação: Daniel Ricciardo quer estar presente, ao vivo, no momento em que Cyril for até o estúdio de tatuagem. E, basicamente, o australiano não está conseguindo encontrar um brecha no calendário para ir de encontro ao ex-chefe.


— Com Cyril, é basicamente apenas tentar estar no mesmo lugar ao mesmo tempo. Não quero apenas dizer a ele para fazer uma tatuagem e me enviar uma foto, quero estar lá, quero organizá-la e documentá-la. Eu vou pagar por isso. Pagar em dinheiro. — Enfatizou o australiano.


Neste ano, o piloto manteve a nova tradição e também apostou com Zak Brown, CEO da McLaren. Desta vez, se Ricciardo conseguir chegar ao pódio com a escuderia papaia, Brown deixará Daniel dirigir o NASCAR de Dale Earnhardt que guarda na garagem.

Siga o Daniel Ricciardo Brazil nas redes sociais: Twitter e Instagram

171 visualizações0 comentário